A verdadeira essência do casamento é explicada por Carol Marçal

Nos dias de hoje, é assustador o número de famílias que estão se deteriorando, matrimônios desfeitos e relacionamentos destruídos interiormente. Para Carol Marçal, esposa do Pablo Marçal, a raiz de todas essas coisas é viver sem amor. A falta de pessoas que andam no verdadeiro amor tem provocado toda esta situação.


Segundo Carol, “O que de fato importa para Deus não são as nossas ações, mas as nossas motivações. Por exemplo, se eu oferto algo a alguém, se eu faço bem a alguém, qual o verdadeiro motivo? Por que eu estou fazendo isto? Apenas para ser reconhecido? Para receber algo em troca? Entenda que para Deus o que verdadeiramente importa é o motivo do meu coração”.


O que mais presenciamos no dia a dia são pessoas que esqueceram a verdadeira essência do amor. Segundo 1 Coríntios capítulo 13, o amor é altruísta e não egoísta, um amor que busca se entregar ao outro e fazer o outro feliz e não que mira apenas os próprios interesses.


“É muito difícil, nos dias de hoje, entendermos este amor altruísta, em que mesmo quando você é rejeitado, ainda assim você ama. Mas esse é o amor de Jesus por nós. E se nós não praticarmos este amor, de nada adianta. Não basta você ser talentoso, ter inúmeras aptidões, ser excepcional em tudo o que faz, se não fizer com amor e por amor”, relata Carol.


Analisando o seu casamento, Carol atesta que nenhuma aliança perdura se não estiver embasada naquilo que de fato tem valor eterno. “Família não é filme da Disney, mas sim uma instituição divina, formada por dois seres humanos falhos e pecadores”, conclui Carol Marçal.


Por isso é importante ter em mente qual a verdadeira motivação para o relacionamento. Para o casamento dar certo é preciso que os dois vivam o verdadeiro amor, sabendo que, apesar de não ser um conto de fadas, é uma magnífica experiência de viver o que o próprio Cristo viveu, uma entrega plena pelo outro.


Para Carol, “Casamento é como um jardim que precisa ser muito bem cuidado caso que deseje vê-lo belo e florido. Não dá para viver num mundo fantasioso, onde tudo é uma novela. Amor é decisão. O sentimento vem depois da decisão.”


Neste sentido, para descobrirmos a verdadeira essência do casamento precisamos não permitir que as emoções cotidianas e momentâneas nos conduzam, mas que sejamos guiados pelo o que o próprio Cristo fez por nós e buscarmos viver um amor altruísta e gratuito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.