Em conversa com o jornalista Thiago Araújo, Ariadna alfineta participante do BBB e internaustas especulam que seja a Pocah

Primeira e única transsexual a participar do Big Brother Brasil, Ariadna Arantes agitou a web com um bate-papo revelador, e cheio de emoções, com o jornalista, DJ, Produtor de eventos e CEO do site Pheeno, Thiago Araújo. A ex-sister usou o canal de Thiago para fazer um balanço sobre os participantes LGBTs da atual edição do programa. “Pode parecer um pouco tosco o que eu vou falar, mas não me levem a mal! Muita gente hoje em dia fala de bixessualidade para querer um pouco abraçar a nossa bandeira.”, ressaltou Ariadna deixando claro que estava se referindo a uma participante específica. “Quem é a pessoa que eu não gosto que diz que é bi e nunca foi vista com uma mulher?”, chegou a brincar em tom de suspense.

A conversa foi ao ar dentro do programa “Estúdio Pheeno”, e também contou com uma explicação mais detalhado de Ariadna, sobre sua opinião em relação a participante, que a internet especula que seja a funkeira Pocah. “Todo mundo quer estar um pouco engajado. Mas na prática mesmo, você acha que é? Porque eu vejo tanta gente falando eu sou bi, mas nunca assumiu um relacionamento com outra mulher, com outro homem. Então é muito fácil hoje em dia as pessoas quererem abraçar essa causa, e no entanto só fala da boa para fora. Como muitas pessoas que tem aqui no Brasil que falam, mas a gente nunca viu. Não que tenha que provar, mas tem coisas que são óbvias né gente. Pelo amor de Deus”, pontuou.

E continuou: “Vou te dar um exemplo, não que seja bissexual, mas o Rodolfo falou lá dentro falou que era homofóbico e que através da Rafa Kaliman, ele deixou isso de lado. Viu o comentário que ele fez com o Fiuk? Você acha que realmente esse rapaz não é homofóbico? É claro que ele é. Só que a todo tempo ele vai tentar abraçar, porque é muito mais fácil você dizer que abraça para ter o apoio do público, do que você assumir que não gosta. Isso acontece. É muito fácil você pegar um microfone no meio de um bloco de carnaval e dizer que é bissexual, dar um estalinho numa amiguinha e tentar convencer as pessoas de que aquilo é verdade. Que todo mundo sabe que não é.”, explicou Ariadna, afirmando que apesar de alguns erros que cometeu, nesta edição se identifica muito com o Gil.

A eliminação na primeira semana do jogo

Ainda sobre o BBB, Ariadne Arantes também aproveitou a ocasião para contar o motivo que a fez não querer abrir sobre sua identidade de gênero e a cirurgia de troca de sexo dentro da casa, durante sua participação. “Acho que o Brasil não estava preparado. As pessoas não entendem. Eu fiz uma cirurgia muito séria, que muda a vida de um pessoa. E dentro do Big Brother, na primeira semana, eu me abri para algumas pessoas mais próximas. Mas isso não significa que eu era obrigada a abrir para todos, porque isso é uma coisa que preciso me sentir segura e confortável de compartilhar. Émuito chato: ‘Você fez a cirurgia, ah mas você tem orgasmo?’, ‘você tem sensibilidade?’, ‘mas entra?’, ‘Tem Buraco?’… perguntam essas coisas. Eu já tinha três anos de operada, escutando tudo isso. Já sabia que ia ter que enfrentar todas essas perguntas quando saísse, e ainda ter que passar lá dentro também? Cansaço né!”, confessou.

Preconceito pós-BBB

Ainda nesta pegada das cobranças, Ariadna também não deixou de falar sobre os preconceitos vividos após sua participação na 11ª edição do programa. “Hoje em dia já não existe mais o preconceito com o “ser ex-BBB”, porque entraram pessoas midiáticas, fortes como influenciadores. Então hoje em dia eles são ex-BBBs. Eu não sei se eles gostam muito, mas são. Não tem como negar. Mas antigamente era um preconceito muito grande. Então você imagina eu, a primeira mulher que passou pela transição, na minha condição, que estava ali participando de um programa, preta e ainda ex-BBB? Nossa!” destacou a moça, que apesar disso, se declara grata à visibilidade que ganhou depois do jogo. “Tudo meu, nessa parte midiática foi fruto do Big Brother. Então se hoje em dia eu consigo me manter, as minhas conquistas, graças à Deus, é por conta do BBB”, concluiu.
O quadro com a entrevista faz parte do canal “Pheeno TV”, que tem como principal objetivo a produção de conteúdo que destaque e valorize a cultura LGBTQIA+.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *