Instituto Arteiros distribuiu cestas básicas e cartões, no valor de 120 reais, para alunos e 25 organizações e parceiros

O Instituto Arteiros, da Cidade de Deus, distribuiu ao todo 600 cestas básicas em parceria com a União Rio. Além disso, foram compartilhados 500 cartões, no valor de 120 reais, recarregáveis por 3 meses, em parceria com a CUFA e o UNIBANCO.

As arrecadações foram doadas para alunos, que participam dos projetos do Instituto e mais 25 organizações e coletivos parceiros do Instituto Arteiros. As arrecadações aconteceram ao longo de três meses.

O Instituto Arteiros, fundado pelo cineasta Rodrigo Felha e o ator Ricardo Fernandes, localizado na Cidade de Deus, com ações voltadas para crianças, adolescentes e adultos. Utiliza das artes, esportes, educação, direitos humanos como meio de promover aos participantes do projeto meios em que se desenvolvam, descubram paixões , ampliem seus conhecimentos e oportunidades.

Algumas das atividades que o projeto disponibiliza: Acesso à produção Audiovisual; Rodas de conversa com pessoas formadoras de opinião; Palco aberto para apresentações artísticas; Pré-Vestibular; Oficina de Teatro; Escolinha de futebol e Encontro de Mcs que travam batalhas de rima no seguimento rap, além de campanhas de doações de alimentos e roupas.

O Instituto Arteiros apresentou ao Rio de Janeiro diversas ações públicas, almejando o interesse dos moradores da Cidade de Deus e redondezas, elaborando uma visão da favela como um lugar de criação e desenvolvimento cultural abrindo portas para futuros pensadores e líderes.

“É muito importante a ajuda com as cestas e cartões nesse período de tanto desemprego em massa acontecendo no país. O instituto Arteiros como outros projetos e coletivos vem lutando incansavelmente para tentar diminuir de alguma maneira todos os impactos negativos desse período. Iremos atingir mais de 1.000 famílias. Isso é pouco diante da realidade que estamos enfrentando, mas é um passo importante. Cada pessoa, coletivo, projeto, ong fazendo um pouco iremos conseguir reduzir a dor da fome de milhares de pessoas de diversas favelas do Brasil” – explica o cineasta Rodrigo Felha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *