Instituto Entre o céu e a favela no Morro da Providência pede doações alimentícias

A taxa de pessoas que encontram dificuldades devido a pandemia tem cada vez se tornado mais ampla causando preocupação para os participantes do projeto

O Instituto Entre o céu e a favela fundado pela empreendedora social Cintia Sant’anna no Morro da Providência reúne esforços para conseguir atender todos aqueles que encontram dificuldades devido à pandemia. O público femino tem sido alarmante, 80% das mulheres que eles atendem são chefes de família e dentro desse número 50% perdeu o emprego na pandemia e as outras 40% já não tinha emprego. A criadora da ONG se preocupa com essa estática que tem aumentado cada vez mais devido a pandemia do COVID-19 e procura diversos meios para ajudá-la a desacelerar. No primeiro semestre de 2021 o Instituto abriu 460 vagas para cursos gratuitos profissionalizantes , são eles:  de design de sobrancelhas, empreendedorismo, tranças e informática. Com o sucesso do preenchimento das vagas pretende-se abrir mais delas no segundo semestre em forma de auxílio para aqueles que necessitam.
                                                                                                                                           A ONG que em 2020 teve grande destaque buscou manter esse padrão. “Nós chegamos primeiro que o poder público dentro do território, nós conseguimos atender diretamente com cartão alimentação (enviados pela Gerando Falcões) 1750 famílias e 1000 cestas básicas, fora água, biscoitos, material de higiene, vale gás, kit para mães solteiras. É muita gente para o nosso tamanho, e com esse número já é possível ver a dimensão da importância e da necessidade das ONGS dentro das favelas, porque nós trabalhamos na ponta e diante de uma pandemia fomos nós que conseguimos socorrer os moradores. Entregamos 14 mil máscaras, uma doação feita pela Amil, uma parceira e patrocinadora nossa desde 2019, através da lei de incentivo ISS. Conseguimos montar um gabinete de crise junto com outros projetos locais e fazer inserções para aferir pressão, colocar faixas, informar a população do quanto era perigoso não seguir as regras” analisou Cintia.


Interessados em ajudar podem fazer suas doações através de transferências.

Instituto Entre o Céu e a Favela
Banco Bradesco
Agência: 3019
Conta: 121479
Pix: 38034737/0001-06 (cnpj)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *