“Ninguém queria gravar comigo” diz DJ Alle Mark, hoje um dos DJs mais estourados que conta como foi o começo da carreira

DJ Alle Mark no beat, só pedrada! Quem gosta de funk que nunca ouviu esse bordão? Nessa matéria fica uma das lições mais importantes sobre valores pessoais, um DJ que no começo ninguém queria contrata-lo por ser iniciante, e o tempo mostrou totalmente o contrário, hoje sendo um dos mais famosos e talentosos DJ da atualidade, nunca despreze ou duvide o talento de quem começa com algum trabalho pois nessa entrevista exclusiva com o estourado DJ, Alle Mark que produz hit atrás de hit com apenas 3 anos produzindo funk, conta que no começo ele produziu somente para artistas pequenos, apesar de ter 27 anos de experiência com música, Alle Mark que trabalhou como instrumentista começou no samba, MPB, tocou em barzinho, fez backvocal para cantores sertanejos, trabalhou até como freelancer na área, mas só bem depois quando caiu de paraquedas no Funk, pois aceitou produzir Funk pela primeira vez para uma cantora sem ainda estar numa produtora, dai começou a espalhar seu nome.

Quando DJ Alle Mark foi trabalhar para a KondZilla, no começo ninguém queria gravar com ele, mas com o tempo foi apelidado de “Alle Mágico” pelo fato de fazer um cantor que não canta, cantar bem, o pontapé inicial foi quando Alle Mark no começo, que já era fã do DJ RD e em uma reunião na KondZilla, o próprio RD dizer que já reconhecia seu trabalho, foi uma surpresa em tanto, Alle Mark ainda estava no começo e mesmo assim já era reconhecido por outro DJ já estourado, mais para frente passou a trabalhar tanto na Kondzilla quanto na Love Funk, isso fora outro projeto que ele já tinha, a N4W que Alle Mark tem sociedade com outros amigos, de lá pra cá o sucesso era tanto que Alle Mark não teve mais tempo até mesmo para vida social.

DJ Alle Mark apesar dos incontáveis sucessos, diz que produz Funk mas não escuta Funk, a música do MC Rhamon “Não Chora Mãe”, foi um dos primeiros estouros, mas ganhou mais notoriedade ainda com a musica do DJ Tezinho “Eu Tentei” com mais de 70 milhões de acessos onde foi dali que tudo começou. Para quem dizia que ninguém gravava com ele, e que a história tem virada, na KondZilla só não gravou o Kevinho, na Love Funk já gravou com todos que passaram ali até hoje desde que entrou.

Apesar de hoje ser um dos DJs mais estourados, Alle Mark também teve suas dificuldades, o DJ conta que tocava em igrejas e quando saia do culto, ou comia ou tinha dinheiro para a condução: “Tinha dia que a gente tinha dinheiro ou para comer ou para pagar a condução, comia, depois cantava no metrô com o Dréeh Marthins para juntar umas moedas para ajudar na condução, isso eu não tenho vergonha de falar.” Diz Alle Mark referindo aos seus amigos músicos e das dificuldades que eles passaram, Sobre o projeto pessoal de Alle Mark, a N4W Music, que é uma distribuidora de música e negócios fonográficos, o nome surgiu através de uma promessa que eram 4 amigos, Alle Mark, Dréeh Marthins, um terceiro amigo que hoje mora no México e 1 que faleceu mas leva o nome dos 4, a amizade é tanta que Alle Mark cita: “Não importa se é empresa, vai além de qualquer fronteira”. O sonho de Alle Mark é ter rede de estúdios conta o DJ, “Aos poucos vamos chegando lá e com muito sucesso, batalhas, pé no chão e estudo, é o conselho que passo para todos que querem entrar no mundo da música” encerra o DJ.

Para quem quiser saber mais o trabalho do DJ, siga o Instagram dele @djallemark e não deixe de conferir o set DJ Alle Mark – Maestro do Consciente:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *