Sororidade: Em BH, grupo pede ajuda para lançar projeto de acolhimento psicológico às mulheres vítimas de violência

Já fazem séculos de repressão e de luta para alcançar o respeito. Mas, o gênero feminino ainda é vítima da falta de incentivo, de reconhecimento e de muita violência psicológica, mesmo que a história já tenha mostrado o seu valor. É o que explica Flavia Ivar, que ao lado de Priscila Santos e Luciana Nunes, são ambas as idealizadoras da instituição Mulheres S.A.

Segundo a pesquisa Datafolha, dentre as formas de violência sofrida pelas mulheres, 18.6% responderam que foram ofendidas verbalmente, 6.3% sofreram tapas, chutes ou empurrões, 5.4% passaram por algum tipo de ofensa sexual ou tentativa forçada de relação, 3.1% foram ameaçadas com faca ou arma de fogo e 2.4% foram espancadas.

E foi de olho nestas informações que as Mulheres SA que é uma Organização criada por mulheres, sem fins lucrativos e sem vínculo político, que promove a inclusão de mulheres em situação de vulnerabilidade social, vítimas de violência e racismo, por meio de iniciativas de formação de lideranças, conscientização, empoderamento, empreendedorismo, segurança e atendimento psicológico desenvolveu o Projeto “Você Segura.

O projeto “Você Segura” visa à prevenção da violência contra a mulher, por meio de atividades estratégicas: apoio as vítimas, atendimento psicológico e psicoterapêutico, interlocução com a justiça e atividades de defesa e apoio. Por meio de uma rede, fornecermos o apoio e orientação. Embora seja um importante desafio brasileiro, devido a coações e opressões, ao nos unirmos a outras organizações fortalecemos a atuação e o alcance para várias pessoas. Vale lembrar, que segundo o Fórum de Segurança Pública, durante a pandemia, 1 em cada 4 mulheres sofreu violência doméstica.

Devido a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a Mulheres S.A teve suas principais fontes sustentabilidade afetadas, além de grande queda em doações e editais de financiamento de projetos. Sendo assim, é de fundamental importância delas buscarem o financiamento coletivo, que permita dar continuidade aos trabalhos. Hoje a tecnologia proporciona várias facilidades em poucos cliques e você pode ajudar simplesmente abrindo um aplicativo no celular e fazer uma contribuição para que o valor da plataforma utilizada para este projeto possa ser iniciado. Tudo isso pode ser realizado online, no conforto da sua casa, acesse: https://evoe.cc/vocesegura .

Como funciona o projeto?

Os atendimentos acontecem por meio de agendamento prévio, de forma virtual e totalmente gratuita para o maior número de vítimas possível, por meio de uma plataforma. Oferece os serviços de conexão entre os psicólogos (as) e as mulheres beneficiadas pelo projeto.

A partir do atendimento inicial, sendo identificada a necessidade do acompanhamento, é agendada a consulta de acolhimento com uma psicóloga. Conforme a situação de risco à qual a mulher estiver exposta e o nível de comprometimento emocional que apresenta, existirá a necessidade de acompanhamento da paciente. Poderão ocorrer encaminhamentos e articulações com a rede socioassistencial, de forma a atender a mulher em situação graves, tendo como parceiras as Delegacias de Mulheres, as unidades do Centro de Referência da Assistência Social – CRAS e o apoio da agência Pessoa. Consultoria de Relações Públicas para ajudar a iniciativa a alcançar a sua meta de atendimento para dar continuidade as ações do projeto e aos atendimentos.

O orçamento abaixo permitirá que milhares de mulheres tenham o suporte, em total segurança, por cerca de um ano.

META PARA O PROJETO FUNCIONAR: R$ 300.000,00
Plataforma de teleconsulta on-line = R$ 200.000,00
Psicólogos/as= R$ 50.000,00
Taxas Administrativas de manutenção da Instituição = R$10.000,00
Gestão = R$ 40.000,00

FORMAS DE COLABORAÇÃO:
Data: Você pode contribuir com este projeto até o dia 30/08/2021. Doação mínima de R$10,00.
Para contribuir acesse: https://evoe.cc/vocesegura
Para mais informações visite: https://www.mulheressa.org/ ou ligue: (31) 99949-4703 Flavia Ivar
E-mail: [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *